terça-feira, 24 de junho de 2014

Lagoa de Albufeira e Arriba fóssil




Um ano depois voltámos à Lagoa de Albufeira onde num certo dia à hora da maré alta tivemos de nos descalçar e despir até a cintura para atravessar o canal de drenagem da lagoa com a ajuda de dois nadadores salvadores, são estas as peripécias dos caminheiros e que tornam únicas e inesqueciveis algumas caminhadas.


Desta vez, a lagoa ainda estava fechada pelo que se evitaram todos estes contratempos. Ao toque de um breve e único chuvisco iniciamos a caminhada em direcção à praia do Meco.



Ponto de encontro



A caminho da praia do Meco

 











Depois da praia do Meco voltámos para a Lagoa.





Foz da Lagoa




que atravessámos e contornámos pela margem direita...



Atravessando para a outra margem



A praia



Contornando a Lagoa



Pela areia



A contornar a Lagoa



Até à herdade da Apostiça, que atravessámos com algumas subidinhas sem trilho, típicas dos Novos Trilhos...

     

Subida sem trilho



 



Mata dos Medos



Chegámos à parte mais a norte do percurso já próximo da Fonte da Telha e voltámos pelas arribas fósseis, local de uma beleza extraordinária pelas formações provocadas pela erosão.



O ponto mais a norte com a Caparica à vista


E eis a arriba fóssil

 

  






depois de algumas subidas e descidas até à praia chegámos ao final desta parte do percurso com um bocadinho de imitação de rappel na descida com a ajuda de cordas que já existiam no local.












  





E pelo areal pudemos observar a beleza das formações da arriba fóssil a fazer lembrar algum gótico flamejante tardio.






 







Finalmente e chegados ao final festejámos com muita alegria e sobretudo "muito contentes" os 28 anos de casamentos do José e da Dina, companheiros já imprescindiveis nas nossas caminhadas pela alegria, companheirismo, generosidade e tudo o que têm trazido ao grupo! Felicidades e Longa Vida José e Dina!




E assim acabou mais uma actividade dos NOVOS TRILHOS!





Até para a semana no Vimeiro!