domingo, 29 de dezembro de 2013

Um Trilho, Um Verso!





Aqui começa a história,

deste grupo de amigos,

que cedo se levantaram,

para percorrer alguns trilhos.



Em Sapataria se juntaram,

freguesia de real valor,

os que por lá passaram,

apreciam o seu esplendor.



Na rota se lançaram,

cheios de vigor,

alguns transpiraram,

outros sentiram dor.



Na lama derraparam,

caíram, se magoaram,

mas com um sorriso rasgado,

depressa se levantaram.



Fortes, corajosos,

não desistem facilmente,

são atletas valiosos,

admirados frequentemente.



Ao moinho todos chegaram.

Atingiram o famoso topo,

alguns quase não chegavam

a tempo de beber um copo.



Perdidos por lá andaram,

três gatos pingados,

correram serras e vales,

saltaram arames farpados.



Depressa se aperceberam,

que tinham de se despachar,

tantos eram os comilões,

à espera para lanchar.



Finalmente chegaram,

e puderam começar,

o festim que prepararam,

para este evento comemorar.



Obrigado, Novos Trilhos,

por nos receberem e apoiarem,

pela vossa dedicação,

por tantos amigos juntarem.



Anabela Pacheco













quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Moinhos do Milharado II





Após quase 2 anos decidimos repetir a caminhada dos Moinhos do Milharado. Esta foi a segunda caminhada oficial do grupo e na altura apenas teve 16 km. Desta vez aumentou-se a distância e a caminhada contou com 19 km mas voltámos ao mesmo percurso com algumas alterações e lá fomos caminhar para uma das mais belas zonas da Região Saloio, já no concelho de Sobral de Monte Agraço mas ainda bem característica.

A actividade iniciou-se na povoação de Sapataria junto a um vistoso fontanário.


Fontanário - Sapataria


E pelo nevoeiro subimos até ao primeiro moinho do percurso,


Pelo nevoeiro




à volta do moinho





E mais um moinho apareceu no nosso passeio.


moinho abandonado


Chegámos ao famoso conjunto de moinhos do Milharado, reconstruídos e bem conservados, alguns deles ainda moem cereais.




Moinho do Milharado reconstruido


E daqui apreciámos as belas vistas sobre a zona Oeste nomeadamente a serra do socorro.


Serra do Socorro ao fundo




Moinho do Milharado



E continuámos a nossa actividade ao conjunto dos moinhos da Atalaia.






E eis que começamos a subir para o monte da Atalaia com as ruínas do 1º moinhos à vista!





 



Belo este conjunto apesar das ruínas.


Moinho da Atalaia




Moinho da Atalaia






Iniciámos a descida para a Sapataria



Voltámos à povoação com os seus recantos pitorescos.







Finalmente chegámos ao local de inicio da caminhada onde nos aguardavam os bolos de 2 aniversariantes!






E assim terminou mais uma actividade em franca alegria e convívio!



















domingo, 22 de dezembro de 2013

Costa Oeste III

Peniche - Areia Branca

Mais uma travessia costeira nos aguardava. Desta vez de Peniche à Areia Branca. Iniciámos a actividade na praia norte de Peniche junto às muralhas do Forte. Peniche que já foi ilha e constitui agora uma península rochosa, porta de acesso ao Cabo Carvoeiro!


Peniche - Norte





inicio pela costa norte




E logo nos aparece o ilhéu da Papoa ligado à costa por uma pequena ponte de madeira, uma verdadeira pérola desta costa.

Papoa






Ponte da Papoa




Falésias da Papoa






Falésias da Papoa


E assim continuámos pela alcantilada costa norte de Peniche.

Costa Norte



Esperava-nos o antigo santuário de Nossa Senhora dos Remédios que segundo a lenda remonta ao século XII.



Santuário de Nossa Senhora dos Remédios
Capela
Azulejos da Capela



E eis que chegámos ao Cabo Carvoeiro!


Cabo Carvoeiro - Nau dos Corvos





E claro que também tivemos chuva para nos refrescar o corpo e o pensamento... e pelas falésias continuámos o nosso périplo...






Furnas




E chegámos novamente a Peniche (costa sul) ao pitoresco bairro dos pescadores, onde fizemos a primeira paragem do dia para o famoso "Banana time".



Peniche - Bairro dos pescadores

.





O mais importante monumento da região, o forte de Peniche!

Forte de Peniche


O tempo abriu e as nuvens deram lugar ao sol e o dia ficou deslumbrante!


Barra do Porto de Peniche


Atravessámos então o areal da praia da Consolação, verdadeira catedral do surf com a denominada praia dos Supertubos.


Areal da Consolação


Depois dos 4 km de areal, chegámos ao Forte da Consolação e aproveitámos para mais uma paragem.


Consolação



E novamente rumámos pelas falésias até São Bernardino.




Com a sua famosa casa do gato cinzento e as suas historias e lendas de personagens de Hollywood.

Casa do Gato Cinzento


Casa do Gato Cinzento



Em seguida o forte de Paimogo




E do forte já se avistam as primeiras casas da povoação de Areia Branca!

Vista do Forte de Paimogo


E finalmente completámos a nossa travessia, atingindo o nosso objectivo, chegar à Areia Branca!